sexta-feira, 26 de maio de 2017

Customização de cadernos

Nos dias 23 e 25 de maio, a educadora Graziella Fagan propôs aos educandos do projeto Cidade Escola uma reflexão sobre a quantidade de lixo produzido diariamente, no intuito de alertar de que reciclar é preciso, e é de fundamental importância para a vida do ser humano e do meio ambiente. Reciclar é bom, reutilizar é melhor ainda. Baseado nisto, os educandos foram convidados a colocar a lição em prática reciclando cadernos usados para assim dar um novo destino a eles. “Contudo, de forma lúdica, conseguimos praticar nossa consciência ambiental e despertar a criatividade e a inovação da turma para combater o desperdício. Acredito que atitudes e hábitos como estes trazem resultados efetivos para melhorar nossa qualidade de vida”, comentou a educadora.








Fonte: Cidade Escola

Navegando na Arca de Noé

Do dia 18 ao 25 de maio, o SASE participou do projeto “Navegando na Arca de Noé”. Como eixo central, foi escolhido o conto bíblico, a Arca de Noé, por se tratar de uma história que apresenta várias espécies de animais, além de abordar assuntos como: ética, cidadania e meio ambiente. Com o auxílio da educadora Gabriela Cheguhem, os pequenos analisaram a narrativa e em cima dela confeccionaram murais temáticos e balões decorativos em formato de animais. Para concluir, utilizando, fantoches e fantasias, foi feita uma dramatização, que proporcionou à turma muita diversão e criatividade.









Fonte: SASE

Estudo sobre saúde mental e física integrado à computação

Durante o mês de maio, as turmas do SASE do Centro de Cuidados SJC, orientados pela educadora Thaís Rocha, em parceria com o educador de Informática Jocines Silveira, realizaram pesquisas sobre: o desafio da baleia azul, depressão, ataques de pânico, ansiedade, racismo, discriminação, preconceito e bullying. As temáticas foram abordadas durante as oficinas em todas as diferentes atividades como forma de prevenção ao suicídio e amor à vida. Além disso, os educandos puderam aprender e melhorar as suas habilidades, utilizando as ferramentas de edição de texto Libreoffice Writer para digitação e também sites de pesquisas para análise dos temas propostos.







Fonte: SASE

A arte gaúcha de Iberê Camargo


Por meio da arte, do criar, e do refletir sobre os trabalhos artísticos, as pessoas podem ampliar seu conhecimento de si e dos outros, aumentar sua autoestima, lidar melhor com a raiva, tristeza, estresse, experiências traumáticas e desenvolver recursos físicos, cognitivos e emocionais. É com este objetivo, que a educadora Natália Ferraz está trabalhando com os educandos o projeto “Releitura de artistas plásticos Brasileiros”. 


“A proposta é que tomem conhecimento da vida e obra e possam também reaplicar as técnicas dos artistas”, comenta a educadora. 


Essa semana, os educandos estiveram estudando e criando a partir do artista gaúcho porto-alegrense Iberê Camargo, o qual teve uma trajetória de vida conturbada e que, por intermédio da sua arte, expõe, em cores fortes e traços largos, sua personalidade polêmica e ao mesmo tempo encantadora. 


Os educandos, após montarem a linha do tempo com os principais fatos da vida do artista, escolheram entre algumas obras de Iberê uma para fazer a releitura. Seguindo as técnicas do artista, com cores fortes e marcantes, os educandos pintaram vários carretéis: marca registrada de Iberê Camargo. As atividades foram realizadas na semana do dia 22 a 25 de maio.



Fonte: Trabalho Educativo 

Calábria participa do Workshop Visionários da Cidade Toolkit Porto Alegre

O diretor-geral do Calábria, padre João Pilotti, participou na tarde desta quinta-feira (25/05) do Workshop Visionários da Cidade Toolkit - Porto Alegre. O evento ocorreu no Instituto de Pesquisa e Produção em Inovação Social – Translab, no bairro Rio Branco. 


O Visionários é uma plataforma criada em parceria entre o Brunel University (Uk) e o Laboratório Cidadão de Inovação Social. Apresenta orientação criativa e um conjunto de atividades para guiar grupos em direção ao desenvolvimento de projetos de impacto. Compõe-se de plataforma digital + aplicativo; plataforma com todo o material em pdf para aplicação; aplicativos para os interessados interagirem entre si e com os assessores. 


O processo metodológico foi apresentado em 5 blocos: cuidar das pessoas e das relações; pensar de forma crítica; investigar e definir o problema; viver a ideia; estruturar o projeto. Na ocasião, os participantes realizaram em grupos uma simulação do processo. Várias OSCs estiveram presentes: Maristas; Pão dos Pobres; Pescar; Vonpar, Murialdo (parceira há 3 anos pelo Morro da Cruz), entre outras. 


Padre João deu seu parecer sobre a proposta: “Achei bem interessante para programas/projetos que tenham viés de empreendedorismo pessoal, grupal ou institucional. A equipe dispõe-se a ir até as instituições e/ou comunidades que queiram fomentar e disseminar o processo de empreendedorismo social”.

Para saber mais sobre o projeto, acesse o site:



Fonte: Dica
Fotos:@translab.cc