quarta-feira, 31 de julho de 2013

Culinária no SASE

Delícia de atividade! Nesta quarta-feira (31/07) o Centro de Cuidados São João Calábria - SASE juntamente com as educadoras Adriana Weber e Eleni se divertiram preparando doces. 
Todos tiveram a oportunidade de aprender um pouco mais sobre a arte da culinária.
 Vai um docinho aí?

Visita ao Pão dos Pobres

A equipe técnica juntamente com os educadores dos cursos de iniciação e qualificação profissional do Calábria visitaram nesta terça-feira (30/07) a Fundação Pão dos Pobres.
O objetivo da visita foi a interação e a troca de experiências, já que as duas Instituições executam o mesmo tipo de trabalho na profissionalização de adolescentes e jovens.
A equipe do Calábria foi recebida pela Supervisora Pedagógica Helena, pelo João do setor de Desenvolvimento Institucional, e pela responsável do setor Escola Empresa Cátia.
Foram apresentados todos os espaços dos cursos e também a proposta pedagógica da instituição.
A equipe do Calábria agradece ao Pão dos Pobres pela acolhida.


Uma nova forma de educar: desejos e desafios


Autora: Angela Marin Pertile
Pedagoga do POD Socioeducativo Calábria

Ser educador na atualidade implica em um eterno confronto entre desejos e desafios. Questionamentos fazem parte do fazer pedagógico, e estes começam desde as construções de nossas primeiras concepções do fazer docente. Pensar na escola e na educação como um todo, inevitavelmente, desperta um desejo de transformação e muitas inquietações.

Paulo Freire, em sua obra Medo e Ousadia, elenca os principais desafios para esta necessária transformação e também alimenta desejos de concretização. A ideia de uma educação integradora, em que o educando juntamente com o educador constrói, cria e recria o conhecimento, através da partilha de saberes, é o convite que nos faz o autor, ao nos mostrar onde é produzido o conhecimento atualmente: “A educação deve ser integradora, integrando os estudantes e os professores numa criação e recriação do conhecimento comumente partilhadas. O conhecimento, atualmente, é produzido longe das salas de aula, por pesquisadores, acadêmicos, escritores de livros didáticos e comissões oficiais de currículo, mas não é criado e recriado pelos estudantes e pelos professores em sala de aula.” (FREIRE, 1987)

O conhecimento que não me pertence, não me seduz. Quando o aluno é convidado a colocar o seu saber, já constituído por suas vivências e experiências, a serviço da construção de uma nova forma de pensar e construir o saber, este se torna protagonista no processo, motivando-se para continuar avançando no seu aprendizado, de forma crítica e transformadora. A educação percebida do ponto de vista libertador tem, além da tarefa de ensinar de uma forma diferente, livre, através da reciprocidade e principalmente do estímulo da consciência crítica, a tarefa de denunciar a ideologia dominante, e evitar a sua reprodução. A ideia da ideologia dominante, conforme Paulo Freire nos alerta, visa a obscurecer a realidade e evitar a construção da consciência, que é capaz de transformar a sociedade.

Junto com essa tarefa de um novo método de educar vêm os desafios.  O domínio dessa ideologia que perdura no tempo e que limita evoluções e mudanças pode desmoronar num piscar de olhos se não for bem idealizado e construído no nosso ‘sonhar’. Tudo isso que se imagina, e que se pensa ser a forma ‘ideal’ de educar é recebido com grandes muros, por uma escola acomodada e tradicional. E, mesmo que se consiga atravessar esses muros, o desafio da transformação da sociedade continua bastante grande. Os paradigmas escolares já constituídos têm o poder de voltar a ganhar espaço a cada dificuldade promovida por essa nova forma de fazer, uma vez que coloca educador e educando em lugares cômodos e definidos: um ensina, outro aprende e o novo fica para outro dia. Ou seja, a persistência tem que ser diária e constante para que se consiga concretizar, por completo, o verdadeiro objetivo de transformar a sociedade, através da formação de indivíduos desacomodados.

O sonho, o desejo e a inquietação são somente o começo, porém o caminhar, o buscar e o concretizar devem ser ações constantes, para que este projeto não petrifique, não pare no tempo, não fique a esperar a ousadia sempre de outrem para ser realizado. Comecemos em cada sala de aula, nos corredores, na construção de um espaço educador, ajudando a reconstruir e reinventar a nossa educação, tornando-a mais prazerosa, mais crítica e instigante. Que o conhecimento possa ser construído e não transferido, que o professor saiba se colocar no lugar do aluno e com ele aprender, sendo instrumento dessa transformação necessária, para que nossos espaços de formação profissional e humana sejam também espaços de construção de cidadãos críticos e construtores de novas realidades.

"A educação não muda o mundo, a educação muda as pessoas, as pessoas mudam o mundo" (Paulo Freire)

Referência Bibliográficas:
FREIRE, Paulo. Medo e Ousadia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

Inscrições para cursos profissionalizantes

O Calábria está com inscrições abertas para os cursos profissionalizantes de: 
  • Chapeação e Pintura Automotiva
  • Pós-impressão
  • Arte-finalista
  • Padaria
  • Moda
  • Auxiliar de Escritório
Para se inscrever é preciso estar cursando a 7ª série do ensino fundamental e ter entre 16 e 22 anos. O curso é gratuito, oferece ainda passagem e material didático, e a possibilidade de ter carteira assinada através do Programa Jovem Aprendiz.

As inscrições poderão ser feitas das 8h às 17h na Estrada Aracaju, 650 - Bairro Vila Nova - Telefone 51 3245 7223. Ônibus: Grutinha ou Jardim Vila Nova

terça-feira, 30 de julho de 2013

Limpeza do COV

Os educandos do Trabalho Educativo - Informática do turno da tarde, junto às educadoras Eliane e Denise, realizam a limpeza do antigo Centro de Orientação Vocacional, COV.
 Ao final da limpeza as educadoras trabalharam com o grupo a importância de viver em um ambiente limpo e saudável, conscientizando os educandos a manter a higiene do ambiente o qual frequentam. 
O espaço do COV tem sido utilizado para as atividades dos projetos sociais. 

Projetos fazem trilha



Segunda-feira (29/07) os educandos do Trabalho Educativo, Lanches Rápidos e Informática (Manhã e Tarde) tiveram um dia de atividades diferenciadas, com o intuito de  integrar os novos colegas ao projeto.


Todos participaram da aula de Recreação, com o Educador Marcel Kluwe, na qual fizeram uma trilha em que subiram o Morro da Apamecor. Lá de cima tiveram a oportunidade de apreciar a beleza da nossa cidade e contemplar a natureza.


No final do dia, fizeram uma partilha, em que o grande grupo percebeu a importância de auxiliar uns aos outros, em meio às dificuldades encontradas no percurso de nossas vidas.

Convite 50 anos de Sacerdócio Pe. Gaetano Gecchele


segunda-feira, 29 de julho de 2013

Papa Francisco despede-se do Brasil



Mais de três milhões de fiéis de 170 países participaram neste domingo (28) da missa de envio da 28ª Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro. A missa, celebrada pelo papa Francisco, aconteceu na praia de Copacabana, e foi considerada um "recorde histórico de público". 


O pontífice incentivou os jovens mais uma vez para que sigam sem medo de evangelizar. "Para onde Jesus nos manda? Não há fronteiras, não há limites: envia-nos para todas as pessoas. O Evangelho é para todos, e não apenas para alguns", disse. Durante a missa, os peregrinos abriram uma grande bandeira com a imagem do papa Francisco que, aos 76 anos, mostrou grande energia, cativando os participantes da JMJ com seu calor humano e jeito franco de falar. 


O papa Francisco se despediu dos brasileiros pedindo orações por ele e terminou o discurso dizendo “até breve”, em uma confirmação de que pretende voltar ao país em 2017, quando serão celebrados os 300 anos da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida.


“O meu pensamento final, minha última expressão das saudades, dirige-se a Nossa Senhora Aparecida. Naquele amado santuário, ajoelhei-me em prece pela humanidade inteira e, de modo especial, por todos os brasileiros. Pedi a Maria que robusteça em vocês a fé cristã, que é parte da nobre alma do Brasil, como também de muitos outros países, tesouro de sua cultura, alento e força para construírem uma nova humanidade na concórdia e na solidariedade. O Papa vai embora e lhes diz até breve, um até breve com saudades, e lhes pede, por favor, que não se esqueçam de rezar por ele. Este Papa precisa da oração de todos vocês. Um abraço para todos. Que Deus lhes abençoe”.


Antes de voltar a Roma, o Papa encontrou-se com o Conselho Episcopal Latino-Americano (Cepal) e com voluntários que trabalharam na organização da JMJ, encerrando a primeira viagem internacional do seu pontificado.

Fontes e fotos: Em.com / Uol

sexta-feira, 26 de julho de 2013

IV Jornada de Formação Calabriana


Refletir e compreender a complexidade das relações humanas no contexto social, aprimorando-as na ótica calabriana. Esse foi o tema motivador da IV Jornada de Formação Calabriana, ocorrida nesta sexta-feira (26/07) no Centro de Educação Profissional São João Calábria.


Na ocasião, estiveram presentes mais de 250 pessoas entre colaboradores, religiosos e leigos calabrianos das atividades dos Pobres Servos da Regional Sul: Porto Alegre, Farroupilha e Viamão.


Após a recepção e acolhida, com espiritualização e boas-vindas ao estilo calabriano, cada uma das atividades apresentou um vídeo contando, através de imagens e música, um pouco de sua trajetória e dos projetos executados.


Na sequência, padre Osvaldo Oliveira falou sobre as “Relações Humanas na Ótica Calabriana”, fazendo um contraponto entre as relações nos dias de hoje com os desafios da verdadeira relação. Lembrou ainda que para amar ao próximo é preciso antes de tudo amar a si mesmo.


Na parte da tarde, ocorreram as seguintes oficinas temáticas:
  • Mediação de conflitos - com Shirlei de Hann Curtinaz
  • Ética e cuidado – com padre Osvaldo.
  • Educação libertadora x Sociedade que oprime - com Luciane Escouto
  • Espiritualidade no trabalho – com Gustavo Balbinot

Ao final do evento, houve a socialização das oficinas e a interação entre as diversas atividades calabrianas. O evento despertou novos horizontes e novos desafios no campo das relações humanas.

Confira as fotos no flickr do Calábria

Acolhida inesquecível em Copacabana



O Papa Francisco afirmou nesta sexta-feira, em mensagem pelo Twitter, que foi "inesquecível" a festa de acolhida da Jornada Mundial da Juventude, realizada na noite de quinta-feira em Copacabana, no Rio de Janeiro. Em seu discurso na noite de ontem, o Pontífice disse que, "nesta semana, o Rio de Janeiro se torna o centro da Igreja, o seu coração vivo e jovem". A festa de acolhida da JMJ reuniu mais de 1 milhão de pessoas na orla de Copacabana. "Saúdo a todos com muito carinho. A vocês, aqui congregados dos cinco continentes, e por meio de vocês, a todos os jovens do mundo, particularmente aqueles que não puderam vir ao Rio de Janeiro, mas estão em ligação conosco através do rádio, televisão e internet, digo: bem-vindos a esta grande festa da fé. O Cristo Redentor, do alto da montanha do Corcovado, lhes acolhe na Cidade Maravilhosa", disse o Papa.


Fonte: Terra

Dia do Amigo – Cidade Escola


Nos dias 23/07, 24/07 e 25/07, os alunos do Programa Cidade Escola, do turno da tarde, realizaram a ação “Dia do Amigo no Calábria”, em que puderam trazer um amigo para passar a tarde com o grupo, conhecer o Calábria e as atividades do Projeto. 


Durante a tarde, houve a integração das turmas T1, T2, T3 e convidados no COV através de atividades esportivas e roda de chimarrão com partilha. 


Além disso, cada participante trouxe uma colaboração para um delicioso piquenique. 


A ação é uma das formas adotadas para a divulgação do Programa aos alunos das escolas conveniadas que ainda não conhecem o Calábria, motivando-os a também participar das atividades.


quinta-feira, 25 de julho de 2013

Formandos da Gráfica

Nesta quarta-feira (24) foi a vez dos formandos do curso de Gráfica terem seu momento de despedida.

Papa Francisco visita comunidade da Varginha


O Papa Francisco esteve em visita à comunidade pacificada da Varginha, no complexo Manguinhos, na manhã desta quinta-feira (25), como era previsto em seu roteiro. Os moradores o recepcionaram com festa, e com as ruas enfeitadas com balões amarelos e brancos, as cores do Vaticano. No trajeto, Francisco parou algumas vezes e beijou as crianças. Logo ao chegar, o papa foi à capela da comunidade, São Jerônimo Emilliani, para abençoar o novo altar. Durante a cerimônia, ele entregou uma lembrança ao pároco. Ainda na capela, as crianças presentearam o Papa com uma faixa do seu time, San Lorenzo.

Em seu discurso às famílias da comunidade, Francisco insistiu que é preciso compartilhar:

"Lembremo-nos sempre: somente quando se é capaz de compartilhar é que se enriquece de verdade; tudo aquilo que se compartilha se multiplica! A medida da grandeza de uma sociedade é dada pelo modo como esta trata os mais necessitados, que não têm outra coisa que não sua pobreza".

Fontes: O Globo / R7 / Terra

Concurso Arte sem Fronteiras na JMJ



Grafiteiros de 17 países participaram nesta quinta (24) do concurso Arte sem Fronteiras, mostrando seus trabalhos em diversos pontos da cidade. Parte da programação do Dia Cultural da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), o concurso teve 100 inscritos, dos quais foram selecionados 50 que concorrem aos prêmios. Na escadaria da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), no centro,  seis grafiteiros – quatro brasileiros e dois austríacos – usaram grandes telas brancas para mostrar sua arte.

Fonte: Agência Brasil

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Ação Rua participa de Ato Público


Dia 23 de julho foi o dia Nacional ao Enfrentamento à Situação de Rua Moradia de Crianças e Adolescentes. O Ato público chamado “Criança não é de Rua”, relembrou a chacina na Candelária, ocorrida em 1999 na cidade do Rio de Janeiro.

A mobilização aconteceu na Esquina Democrática no centro de Porto Alegre. Apesar da baixa temperatura, termômetros marcando 7º graus, os agentes da Assistência Social deram voz e visibilidade àqueles que passam “despercebidos” em nossa sociedade.



Os cartazes foram preparados previamente pelos nossos artistas do Ação Rua: Camila, Ezequiel e Marlon.


Agentes envolvidos na mobilização: as 13 equipes do serviço Ação Rua, FASC e conselheiros tutelares.


Atividades como pintura artística e brincadeiras, foram realizadas durante a mobilização.


Aos pedestres foram entregues panfletos informativo do “Criança não é de Rua” e balões.


Criança morando nas Ruas... Se a gente não fizer nada, quem vai fazer?

Papa Francisco celebra em Aparecida




O Papa Francisco inicia nesta quarta-feira (24/07) sua agenda de atividades oficiais na Jornada Mundial da Juventude. 

Ele se desloca do Rio nesta manhã para Aparecida/SP, onde celebrará missa a partir das 10h30min na Basílica do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. Às 13h, almoçará com os bispos da Província de Aparecida e os seminaristas do Seminário Bom Jesus.

Ao final do dia, o Papa deve retornar ao Rio de Janeiro, encerrando sua agenda com uma visita prevista ao Hospital São Francisco de Assis, no bairro Providência.

O dia tem também como destaque o início das catequeses, e segue a Feira Vocacional na Quinta da Boa Vista.

terça-feira, 23 de julho de 2013

Calábria visita a Hyundai CAOA


Nesta terça-feira, dia 23/07, o colaborador do Calábria, Alexandre Gonçalves, do setor DICA, visitou a Hyundai – CAOA. A visita teve caráter de conhecimento da estrutura da empresa e a entrega de projeto, com objetivo de firmar possível parceria entre a montadora e o curso de Mecânica e Elétrica Automotiva. Alexandre passou o projeto às mãos do Sr. Ronaldo Velozo, Gerente de Pós-vendas, que irá enviar à montadora em São Paulo.




Dia do Amigo - Trabalho Educativo


Dia 19/07, na última sexta-feira, os alunos do Trabalho Educativo, Lanches Rápidos e Informática – manhã e tarde, juntamente com as educadoras Ana Campos, Eliane e Denise, se reuniram no COV para comemorar o Dia do Amigo, com um momento de integração e recreação. 


Na parte da manhã, deu-se início às atividades com um belo e delicioso café da manhã, em que cada educando colaborou com um prato. Após, jogaram vôlei e futebol, além de outros exercícios físicos. Fizeram também uma roda de chimarrão em um momento de partilha. 


Ao meio-dia, o grupo preparou um “Salchipão”, com direito à sobremesa especial preparada pelo educador Ruben. 


À tarde finalizou-se com a participação do Trabalho Educativo na Festa Junina dos Projetos Sociais. O dia foi de muita animação!


Seminário Repensando Diretrizes

A equipe do Ação Rua participou, no dia 19/07/2013, do Seminário desenvolvido pelo Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos – PAEFI, cujo tema foi “ Repensando Diretrizes” . No encontro, foi apresentado o Plano de ação com coordenadores e representantes dos serviços sobre a especificidade da média complexidade.

Calábria em avaliação institucional


Esteve reunido na manhã de terça (23/07), na sede da Delegação N. S. Aparecida, o Conselho Operacional do Centro de Educação Profissional São João Calábria, para refletir sobre o Módulo III da Carta do padre Miguel Tofful: “Para que o mundo creia”.


A carta é um convite ao discernimento e a uma avaliação das atividades, tendo como tema o Evangelho de Mateus 5,16: “E vendo as vossas boas obras, glorifiquem o vosso Pai que está nos céus”.





Essa atividade faz parte da resolução do X Capítulo Geral da Congregação, que propõe uma revisão das obras, conforme aponta padre Miguel: “ver se as obras estão de acordo com o carisma, não apenas quanto à escolha inicial, mas quanto ao modo de conduzi-las”. 

Ação Nacional Criança Não é de Rua




A Ação Nacional "Criança Não é de Rua" é uma mobilização em defesa dos direitos de crianças e adolescentes que vivem em situação de rua. Realizada anualmente, teve inicio em 2007 em Fortaleza, e desde 2009 acontece em várias capitais, inclusive Porto Alegre. 

A equipe do Ação Rua estará presente na manifestação, em apoio à construção de uma política pública que garanta os direitos de crianças e adolescentes em situação de rua.



A data 23 de julho faz  referência à Chacina da Candelária ocorrida há 20 anos no Rio de Janeiro, onde na madrugada de 23 de julho de 1993, em frente à Igreja da Candelária, policiais abriram fogo contra cerca de 70 pessoas que dormiam no entorno da Igreja.  Oito jovens foram barbaramente assassinados no Centro comercial e religioso da capital carioca.