quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

A Pedra


O distraído nela tropeçou.
O bruto a usou como arma.
O empreendedor a usou para construção.
O camponês dela fez um assento.
Michelangelo dela fez uma escultura.
Davi com ela matou o gigante. 
Jesus mandou removê-la para ressuscitar Lázaro.

Observe que a diferença não está na pedra, mas na atitude das pessoas! Não existe “pedra” no seu caminho que você não possa aproveitar para o seu próprio crescimento.

Que Deus lhe dê sabedoria para saber o que fazer com cada pedra que você encontrar em seu caminho.

Vamos terminar o ano de 2015 sabendo o que fazer com as próximas pedras. Que elas possam se tornar alicerce ao longo da jornada!

Feliz 2016!!!!!!

Calábria assina aditamento para ampliação do Ação Rua


O Calábria e mais sete instituições que executam, por meio de convênio, o Programa Ação Rua desde 2007 assinaram na última quarta-feira (23/12) aditamento para execução do Programa na modalidade Serviço de Abordagem Social para a população adulta em situação de rua. A assinatura ocorreu no gabinete do presidente da FASC, Marcelo Soares.

O trabalho que já é executado pelo Ação Rua Calábria, visando a identificar nos territórios da região Sul e Centro Sul da capital crianças e adolescentes em situação de rua, promovendo, a partir da formação de vínculos, a inserção na rede de serviços socioassistenciais e acesso às demais políticas públicas, agora irá atender também a população adulta de rua dentro do Programa Atenção Pop Rua. 

A ampliação das equipes de abordagem social é uma das ações previstas nesta nova etapa do Programa; um conjunto de ações integradas para o atendimento e acompanhamento qualificado à população adulta em situação de rua na Capital. A partir de 2016, o serviço também será oferecido 24 horas por dia.

“Significa que a partir do início do próximo ano teremos serviço de abordagem social nos feriados, fins de semana e período vespertino, uma reivindicação da comunidade porto-alegrense”, destacou o presidente da Fasc.

O telefone para solicitação de abordagens é o 51 3289-4994. 




Origem: FASC
Fonte: Dica

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Férias no Calábria


Os cursos profissionalizantes do Calábria estão em férias! Porém durante este período, a Secretaria, os Projetos Sociais e os demais setores da instituição estão funcionando normalmente das 8h às 18h de segunda a sexta-feira.

ATENÇÃO PARA O RETORNO ÀS AULAS:

Curso Assistente Administrativo
1º de fevereiro de 2015

Demais Cursos
2 de março de 2015 – alunos novos
3 de março de 2015 – alunos antigos

Informações: 51 3245-7223 / 1104@pobresservos.org.br

O Calábria deseja que o período de férias seja de descanso, lazer, descobertas e aprendizagem para todos! Boas Férias!


Fonte: Dica

Novo Acordo Ortográfico vem aí


Estamos a alguns dias da vigência do Novo Acordo Ortográfico. A partir de 1º de janeiro de 2016, só valerão as novas regras ortográficas previstas no Decreto 6583/08.

O Novo Acordo Ortográfico foi elaborado para uniformizar a grafia das palavras dos países lusófonos (Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste, Brasil e Portugal). As mudanças entraram em vigor em janeiro de 2009 de forma facultativa.

Porém, a partir de 1º de janeiro de 2016, a grafia correta da língua portuguesa será a prevista no Novo Acordo. Para nós, brasileiros, as mudanças são poucas, porém significativas e importantes. Basicamente o que nos atinge mais fortemente no dia a dia é o uso dos acentos, do hífen e a queda do trema. Abaixo, disponibilizamos um resumo das novas regras.


Fonte do link: Uol Educação.

Fonte: Dica

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

As mídias sociais podem ajudar sua ONG



Vivemos numa Era de superexposição, em que devemos tomar cuidado com as informações que divulgamos, notícias que compartilhamos e tudo que publicamos sobre nossas empresas e nossas vidas.

No último artigo falei rapidamente do perigo de compartilhar informações que se replicam rapidamente nas redes sociais sem que as fontes e a idoneidade do que está sendo divulgado sejam previamente checadas.

O prejuízo da imagem pode ser muito grande já que o controle da informação não está mais em nossas mãos, e o que publicamos hoje em esfera regional pode rapidamente ser replicado mundialmente.

O jovem, principalmente, não se preocupa com a privacidade na rede e divulga informações pessoais como se estivesse conversando apenas com um grupo de amigos. Segundo pesquisa recente do Instituto Gallup, apenas 26% dos usuários frequentes do Facebook se preocupam em manter sua privacidade.

Outra pesquisa que não podemos deixar de citar é que o Brasil já é o segundo país em usuários no Facebook (46 milhões de usuários ativos) e 72% dos brasileiros acessam a rede diariamente.

Depois de tantas informações sobre acessos pessoais você deve estar pensando. Mas o artigo não era como as mídias sociais podem ajudar a minha ONG? Exatamente! Depois de tanta informação sobre como esses acessos crescem a cada dia no país, você acha que sua ONG pode ficar fora dessa?

E considerando a superexposição e qualidade das informações, precisamos ter cuidado ainda maior sobre como e quais informações iremos divulgar na rede.

Apesar desses dados serem apenas do Facebook, esse é um padrão do crescimento das mídias sociais e hoje vou dar algumas dicas rápidas de como sua ONG deve se comportar no Facebook e Twitter e procurar sempre participar também de redes sociais que sejam relativas ao seu negócio.

Em primeiro lugar, devemos levar em consideração que além de ser um tipo de divulgação poderosa, as mídias sociais podem ser utilizadas gratuitamente para promover sua ONG e discutir assuntos relevantes à organização.

Para empresas, marcas ou pessoas públicas o Facebook oferece a oportunidade de criação de uma FanPage. Ou seja, uma página para fãs em que exista a possibilidade de a empresa interagir com seus usuários e compartilhar notícias sem que haja a necessidade de adicioná-los como amigos. Para que a empresa tenha seguidores é preciso apenas curtir a página.

No Twitter deve-se criar um usuário com o nome da empresa ou com um nome que identifique a ONG com facilidade. O Twitter, como a maioria já sabe, permite postagens com até 140 caracteres e esse limite foi criado baseado em primeiro lugar nas mensagens de telex e depois no tamanho das primeiras Sms, 140 caracteres para a mensagem e 20 para o nome do usuário. É possível também compartilhar links de notícias aprofundando os assuntos comentados.

As duas plataformas podem ser utilizadas integradas e o que se posta em uma, pode automaticamente ser compartilhada em outra. Apesar de não ser funcional 100% do tempo, é um recurso que pode ser positivo na maioria das vezes.

Vamos então a algumas dicas de como sua ONG pode utilizar as mídias sociais a seu favor:

  1. Utilize sempre o bom senso.
  2. Separe o seu perfil pessoal do perfil da ONG e nunca poste mensagens pessoais na FanPage ou Twitter da ONG. Informações como: estou cansada, já é sexta-feira? ou coisas do gênero não irão contribuir em nada para a imagem da organização.
  3. Alimente as redes com informações com frequência, porém cuidado para não exagerar. Ninguém gosta de seguir um perfil que publica dez, vinte informações seguidas por dia.
  4. Você não precisa e nem deve utilizar os perfis para divulgar apenas informações da ONG, mas lembre-se de que é importante gerar credibilidade e preservar a imagem do negócio, portanto publique apenas informações relevantes e que sejam de interesse comum aos assuntos relacionados à ONG.
  5. Cheque mais de uma vez a fonte e a informação antes de divulgá-la. Dê preferência a notícias publicadas em órgãos de imprensa reconhecidos.
  6. Utilize o recurso de publicar as informações no Facebook e Twitter ao mesmo tempo, mas lembre-se de vez em quando de publicar notícias diferentes em cada canal. Se as notícias forem sempre as mesmas, a tendência é que seus seguidores desistam de segui-lo em um dos canais.
  7. Divulgue os perfis da sua ONG primeiro para seus amigos, e só depois de conseguir alguns seguidores divulgue publicamente para que já tenha um pequeno grupo formado.
  8. Você pode e deve compartilhar no seu perfil pessoal as notícias que publica no perfil da sua ONG, mas lembre-se, muitos dos seus seguidores serão também seus amigos. Se isso acontecer repetidamente e instantaneamente você pode perder seguidores na sua fanpage que passarão a ler as notícias duplicadas.
  9. Procure se associar a redes sociais como a Rede TSO (http://www.redetso.com.br/). Nela você poderá encontrar novos parceiros e pessoas valiosas para sua ONG.
  10. Lembre-se sempre de pensar duas vezes (ou mais) antes de escrever uma mensagem polêmica, ter um posicionamento controverso ou fazer críticas diretas. A dificuldade de se retratar nesse mundo virtual absolutamente público é muito mais difícil que pensar duas vezes.
  11. Deixe os perfis da ONG abertos, sem filtro e sem exigências para seguidores. Ninguém quer seguir um perfil público que tenha muitas regras. Essa política de privacidade deve funcionar apenas para perfis pessoais.
  12. Se achar que não terá tempo de alimentar constantemente seu perfil do Twitter, por exemplo, utilize ferramentas como o HootSuite. Nela é possível programar postagens com data e hora com bastante antecedência.
  13. Por mais que você não goste de tecnologia, não fique fora dela, sua ONG pode parecer desatualizada só por causa disso.
Boa sorte!

Artigo escrito por: Rachel Polito - Mestre em Comunicação e Práticas de Consumo e pós-graduada em Marketing pela ESPM, formada em Relações Públicas pela FAAP-SP e tem o título de Máster em Tecnologia Educacional pela mesma instituição.
Fonte do Artigo: http://www.terceirosetoronline.com.br/conteudo/as-midias-sociais-podem-ajudar-sua-ong-2/

Fonte: DICA

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Você é contra ou a favor? Proteja sua ideia!


No dia 22/12, o Educador Fernando criou para a turma do Trabalhado Educativo – Informática um debate sobre o Aborto. A turma foi dividida em 2 equipes, a equipe “A Favor do Aborto” e a equipe “Contra o Aborto”. As equipes tiveram que pesquisar informações e ideias para proteger seus ideais e suas opiniões. Alguns integrantes das equipes tiverem que ir contra suas opiniões, e pesquisar e defender uma ideia contrária à qual acredita (Exemplo: Um educando que era contra o aborto teve que ficar na equipe que seria a favor do aborto). 


O debate não teve a intenção de ser a favor ou contra o tema, mas sim demonstrar para os educandos a necessidade de proteger uma ideia (regras) que é contrária a que o outro acredita, e também de aceitar a opinião contrária para avaliação. Muitos educandos que tinham uma ideia sobre um assunto passaram a estudar a opinião contrária e recriar a ideia que tinham, pois, através da comunicação e do debate, são apresentadas outras visões, fazendo com que as opiniões sempre estejam em processo de atualização, justamente pelo fato de ouvir, ter a capacidade de aceitação e avaliação de tudo que é debatido.


Fonte: Trabalho Educativo

Dia do Salva-vidas


Fonte: DICA

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Exercícios de Revisão

Nas últimas aulas de matemática, os educandos do Programa Cidade Escola realizaram atividades de revisão. Na ocasião, os alunos relembraram explicações teóricas na sala de aula e a seguir foram convidados a realizar exercícios. 


O objetivo da aula de revisão foi apresentar noções sobre as operações básicas da matemática e rever os conteúdos estudados nas escolas conveniadas e no Calábria, contribuindo para a formação de cidadãos críticos e ativos na sociedade.


Além disso, essa tarefa, assim como as demais, voltou-se para a realidade dos estudantes, uma vez que operações de soma, subtração, multiplicação e divisão estão presentes no cotidiano. 


Percebeu-se ainda que os estudantes notaram a relevância de saber resolver operações matemáticas principalmente para o gerenciamento de seus próprios recursos. Como de costume, alguns estudantes foram chamados ao quadro para corrigir a tarefa, finalizando o encontro.


Fonte: Cidade Escola

Dia do Órfão


Fonte: DICA

Almoço de Natal no Centro de Cuidados NSF

Na terça-feira do dia 22/12, os educandos dos dois turnos do Centro de Cuidados Nossa Senhora de Fátima foram agraciados com um delicioso almoço oferecido pela parceira Petiskeira, a qual proporcionou uma linda confraternização de Natal. O evento é promovido todos os anos pela empresa, e as crianças esperam o final do ano com grande expectativa para este momento. O almoço foi organizado na forma de buffet self-service, o que motivou os pequenos a interagirem e a terem autonomia, já que eles mesmos se serviram. Para os educadores, esse direito de escolha da criança já é o início do processo de formação para a cidadania. O Centro de Cuidados NSF agradece aos amigos da Petiskeira e deseja a todos um 2016 de muitas conquistas.






Fonte: Centro de Cuidados NSF

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Criando um Livrinho de Natal

Na semana em que se comemora o Natal, os educandos do programa Cidade Escola, com a ajuda da educadora Janice Rodrigues, criaram um “Livrinho de Natal”. O livro deveria conter seis símbolos de Natal, já pesquisados em outro momento com a educadora, para ilustrar a história. Os educandos deveriam utilizar o auxílio da internet para rever os símbolos que chamassem mais sua atenção e reproduzirem. Após colorir e enfeitar, de acordo com a criatividade de cada um, os educandos escreveram ao lado da imagem uma história sobre o Natal. O objetivo do trabalho foi despertar a criatividade e imaginação dos educandos para reproduzir pequenos textos ou mensagens de Natal de acordo com os diversos símbolos que representam está data tão especial.






Fonte: Cidade Escola

Confraternização de Natal e Aniversariantes do Mês na Casa-lar dos Idosos

Na tarde dessa terça-feira (22/12), os idosos da Casa-lar tiveram um momento de confraternização. Além de festejarem os aniversariantes do mês de dezembro, todos puderam curtir a apresentação do grupo de jovens do Instituto São Benedito, que, com muita animação, deu show nos malabares e na coreografia. O objetivo da festa, segundo a equipe técnica que organizou, foi comemorar a vida, as conquistas, as superações, o reconhecimento e a efetivação dos direitos da pessoa idosa, nesse primeiro ano da casa-lar dos idosos, a qual os moradores carinhosamente batizaram de Querência do Idoso.













Fonte: Dica

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Celebração de Natal do Centro de Cuidados Nossa Senhora de Fátima

Na tarde de sexta-feira 18/12, os educandos dos dois turnos e a equipe do Calábria confraternizaram no Centro de Cuidados Nossa Senhora de Fátima com os familiares, padrinhos e convidados. A Celebração de Natal ocorreu na parte de dentro da instituição e não no pátio como havia sido organizada, em função do forte temporal que se abateu sobre a cidade naquele dia. O evento seguiu primeiramente com a missa celebrada por padre João e coordenada pela Equipe da Pastoral. Após houve apresentações da oficina de Música, com a professora Dinah, e das turmas do n1 e n2, das educadoras Sandra e Simone. No final, ocorreu a tão esperada chegada do Papai Noel e a entrega dos presentes, com os padrinhos do grupo Movimento Familiar Cristão (MFC) e a degustação de um gostoso lanche. Segundo a coordenadora, Rosângela, o evento foi mais uma oportunidade de unir as famílias em conjunto com a instituição e parceiros e compartilhar o verdadeiro espírito Natalino. “Ficamos muito felizes pela grande presença e participação de todos”, comentou ela.





Mensagem de Natal do Centro de Cuidados NSF


“Que o Natal seja a festa da simplicidade, das crianças, das famílias, dos idosos, enfim, festa de todos os homens! Natal é festa do Amor! Do amor de Deus ao mundo, do amor dos homens para com o próximo. Desejamos neste Natal que a paz esteja entre todos nós. Que tenhamos saúde, união e o que comer em nossa mesa, com nossos familiares e amigos. Que a oração, que nos aproxima e nos torna acessíveis a Deus, esteja presente. Agradecemos a todos familiares por confiarem em deixar seus filhos conosco. Obrigada às crianças pelo carinho; obrigada ao Calábria por confiarem em nosso trabalho; obrigada aos parceiros, por estarem sempre nos ajudando; obrigada a toda nossa equipe por ser unida. Desejamos a todos Um Feliz Natal e Um Próspero Ano Novo!”

Fonte: Centro de Cuidados NSF

Esperando o Natal

Nesta semana, os educandos do SASE, juntamente com sua educadora Gabriela Cheguhem, começaram os preparativos para a chegada do Natal. Foram confeccionados trabalhos artesanais, máscaras do “bom velhinho” e não poderia faltar a tradicional carta escrita ao Papai Noel, que ao invés de pedidos de presentes enfatizou sentimentos como a solidariedade e a gratidão. Além de desenvolver o lado artístico e a escrita, os educandos puderam rever alguns valores e refletir a respeito do verdadeiro Espírito Natalino. 






Fonte: Centro de Cuidados SJC

Dezembro, mês de reflexão

Com a chegada do fim do ano, os educandos do Programa Cidade Escola, na oficina de Letramento, realizaram uma reflexão sobre o ano de 2015. Para facilitar a atividade, a educadora Mônica Schmitz formulou seis perguntas, que foram respondidas individualmente. Após a escrita das respostas, Mônica pediu que os educandos formassem um círculo para debater as respostas dos colegas. A atividade atingiu todos os objetivos, visto que os educandos participaram ativamente do debate e resolveram conflitos que tinham com alguns colegas.






Fonte: Cidade Escola

No clima de Natal

De 14 a 18 de dezembro, os educandos do programa Cidade Escola refletiram com a educadora Janice Rodrigues sobre a magia do Natal e a visão solidária que se deve ter não só nesse período, mas durante todo o ano. Os educandos, motivados com o tema, confeccionaram enfeites de Natal em EVA e um galho de árvore que pegaram no campo do Calábria, para enfeitar o laboratório com temas Natalinos. O intuito dessa atividade foi fazer com que os jovens reflitam sobre a importância da magia do Natal, desenvolvendo os diversos valores presentes nesse período. “Lembrando que os maiores presentes que podemos dar e ganhar de Natal estão conectados aos sentimentos de amor, respeito, harmonia e alegria”, comentou a educadora.






Fonte: Cidade Escola

Enfeites Natalinos

Após trabalhar o sentido do Natal, os educandos do Trabalho Educativo partiram para a decoração. O objetivo foi mostrar que cada enfeite tem seu próprio significado. Entenderam por que algumas pessoas enfeitam suas casas com árvores luzes, bolinhas e presentes. A atividade foi muito importante por mostrar que o Natal não é só consumismo, mas confraternização com os familiares e com as pessoas que amamos.




Fonte: Trabalho Educativo

Aprendendo Gramática com Caça-palavras

Na oficina de letramento da semana passada (16/12), os educandos do Programa Cidade Escola usaram seu conhecimento sobre gramática para fazer o exercício de caça–palavras. No jogo, havia 31 substantivos abstratos, os quais os adolescentes conseguiram encontrar em um período de uma hora. A educadora Mônica Schmitz relata que os educandos partiram de uma estratégia um tanto ou quanto curiosa. “Eles coloriram com canetinha as palavras que foram encontrando para não procurá-las novamente”, comentou. 








Fonte: Cidade Escola