sexta-feira, 31 de março de 2017

História e preparação do Macarrão caseiro

Os alunos do curso Padaria e Confeitaria do módulo 1, aprenderam com seu educador Eliseu Paz Moreira os segredos da história e preparação do macarrão caseiro. O educador demonstrou desde os cortes, o preparo, o molho, até a apresentação do prato. "Este é um prato muito gostoso e apreciado pela maioria das pessoas", comentou Eliseu.


Sobre sua história, conforme explicou Eliseu, sabe-se que o macarrão começou a ser preparado logo que o homem descobriu que podia moer alguns cereais, misturar com água e obter uma pasta cozida ou assada. É difícil dizer onde e quando isso aconteceu.


Textos de civilizações antigas relatam que os assírios e babilônios por volta de 2.500 a.C. já conheciam um produto cozido à base de cereais e água. A primeira referência, e mais próxima ao Ocidente, do macarrão cozido está no Talmude de Jerusalém. O livro que traz as leis judaicas do Século V a.C. Em Roma, no Século VII a.C., comia-se uma papa de farinha cozida em água, chamada pultes. Com legumes e carne era chamada de puls púnica. Com queijo fresco e mel, puls Julia.


Entretanto na Itália, em 1279, já havia sido registrado um nome associado às massas. Em um inventário de um soldado genovês de nome Ponzio Bastione, este deixava a família, uma "cesta de massas", utilizando a palavra "macaronis" para descrever o item. 


A palavra seria derivada do verbo maccari, de um antigo dialeto da Sicília, que significa achatar que, por sua vez, vem do grego: "makar", que quer dizer sagrado. O termo macarrão foi usado na Idade Média para indicar vários tipos de massas. 


No Brasil, como em boa parte do mundo, o macarrão chegou pelas mãos dos imigrantes italianos, na segunda metade do século 19 e foi facilmente assimilado e introduzido nos hábitos alimentares dos brasileiros, principalmente na região Sul do país. Hoje é um prato muito vendido em todo mundo. (guiame.com.br)


Fonte: Padaria e Confeitaria





Conhecendo a história do Palmier

O palmier é um doce de origem francesa preparado com massa folhada e açúcar cristal; podem ser adicionadas à receita especiarias, como canela em pó e chocolate em pó. Seu formato lembra um coração e pode ser considerado um tipo biscoito quando elaborado em tamanhos menores. O palmier também é conhecido como folha de palmeira, orelha de elefante ou orelha de macaco. Essa variação dá-se devido aos diferentes países adeptos à receita. De confecção rápida e fácil, o palmier cativa pela sua forma, cor e textura. Pode ser servido com chá, café ou ainda acompanhar gelados e sobremesas. Dada a ciência, os alunos do curso de Padaria e Confeitaria (manhã), orientados pela educadora Cristina Balbueno realizaram a composição da massa folhada e, em seguida, a elaboração do palmier com chocolate







Fonte: Padaria e Confeitaria

quinta-feira, 30 de março de 2017

Escritórios virtuais - Coworking

Nesta semana, os alunos do curso Assistente Administrativo trabalharam o tema Escritórios virtuais – Coworking, com a educadora Sarita Albuquerque. A educadora apresentou aos alunos a ideia de profissionais independentes, que procuram espaços democráticos onde possam desenvolver seus projetos sem o isolamento do home office. Visando ao empreendedorismo futuro, os alunos perceberam esta oportunidade que as empresas têm para atender a seus clientes com custo menor do que teriam ao alugar uma sala comercial.








Fonte: Assistente Administrativo

Viação Belém Novo contrata novos aprendizes pelo Calábria

O setor Empresa Escola, na pessoa do colaborador João da Luz, esteve reunido na sexta-feira, 17/03, com alunos e responsáveis na empresa parceira Viação Belém Novo para assinatura dos contratos como aprendizes. Esses jovens passam a integrar o Programa de Aprendizagem Profissional do Calábria, realizando cursos de Qualificação Profissional nas áreas de Padaria e Confeitaria, Design de Multimídias e Assistente Administrativo. A Viação Belém Novo Ltda., administrada pela família Pinheiro, e localizada no bairro Belém Novo, é constituída por uma frota de 98 veículos e conta com aproximadamente 400 colaboradores em seu quadro funcional, operando 11 linhas principais e transportando cerca de um milhão de passageiros por mês. Na ocasião, a representante do Departamento Pessoal da empresa, Elaine Biagim, e João da Luz conversaram a respeito das obrigatoriedades que os jovens terão como aprendizes ao longo do curso.








Fonte: Empresa Escola

Aquisição de Micro-ondas para o Lanches Rápidos


Durante o ano de 2016, o Centro de Cuidados São João Calábria executou várias atividades educativas, como a Feira de Páscoa, o Piquete Gaudério, entre outras, com intuito de trabalhar o lúdico, angariando também fundos com a venda de artesanato e produtos culinários. 


"A ideia principal é que os beneficiários sejam protagonistas de um empreendedorismo atuante e qualificado", comenta o educador Jorge Ortis. 

A partir de demanda do planejamento circunstancial do ano de 2016, no dia 24 de março de 2017, o projeto Trabalho Educativo – Lanches Rápidos foi contemplado com um forno de micro-ondas com capacidade de 30 litros, resultado dessas atividades bem-sucedidas. 


“O forno veio em boa hora”, afirmou o educador, tendo em vista que a oficina já se prepara para realizar mais uma feira de Páscoa e as demais atividades dentro da oficina. 


“Derreter as barras de chocolate no novo forno agiliza e dá melhor rendimento na produção dos deliciosos chocolates de páscoa e aulas de culinária”, afirmou.




Fonte: Trabalho Educativo 

Força que vem da terra

Na busca pela melhoria da qualidade no cultivo de hortaliças, foram instaladas telas de sombreamento e proteção sob os canteiros na horta do Centro de Cuidados São João Calábria, no dia 13 de março. As telas servem para amenizar os efeitos das chuvas de inverno e das altas temperaturas no verão, mas é apenas uma das ferramentas de melhoria no cultivo e bem estar dos beneficiários. O objetivo maior é traduzir aos educandos que a terra emana bons fluídos quando sentida através das mãos e dos pés, com a prática e a construção de canteiros, a produção de adubo (compostagem) e a colheita. “É notória a força que vem da terra, traduzida no comportamento e comprometimento dos educandos em sala de aula”, comenta o educador Jorge Ortis. Para ele, o ser humano não só deve cultivar a terra, mas deve ser parte dela.











Fonte: Centro de Cuidados SJC

quarta-feira, 29 de março de 2017

Oficina O lúdico como instrumento na Paulinas

No dia 24/03, a educadora do Centro de Cuidados São João Calábria, Amanda Fedrizzi, participou da Oficina “Criando Projetos de Leitura: o lúdico como instrumento pedagógico”, realizada no Auditório da Livraria Paulinas, no Centro Histórico de Porto Alegre. Na oficina, ministrada por Christina Dias, foram realizadas dinâmicas com o intuito de promover reflexões sobre as múltiplas linguagens da Literatura e sua importância no processo de formação da leitura infantil e infantojuvenil. Formada em Letras e especialista em psicopedagogia, Christina é professora, escritora e se dedica a realizar palestras, debates e oficinas sobre literatura. 






Fonte: Coordenação dos Projetos

Redação Minha lenda urbana

No dia 21 de março, os educandos do SASE, orientados pela educadora Thaís Rocha, desenvolveram redações com inspiração em histórias e lendas contadas durante as aulas. A educadora orientou a turma e apresentou alguns passos básicos para criar e desenvolver as redações. A turma ainda não domina o uso de muitas palavras e orações, mas o resultado foi ótimo em cada nível de conhecimento entre os educandos.







Fonte: SASE

Maria do Rosário destina recurso para Calábria

A deputada federal Maria do Rosário (PT) destinou R$ 100 mil em emenda para o Centro de Educação Profissional São João Calábria. Os recursos do Orçamento da União de 2017 são para investimentos na área de direitos humanos, uma vez que a instituição, além da promoção de cursos profissionalizantes, desenvolve diversos trabalhos sociais. O ofício da emenda foi entregue pelo assessor do mandato, Cléo Teixeira na última sexta-feira (24/03).

“Apoiar o Calábria é apoiar crianças, jovens e idosos em situação de vulnerabilidade. Esta entidade tem histórico de bons serviços prestados à população de Porto Alegre”, afirmou Rosário.



Legendas: Cléo, assessor do mandato, entrega ofício para administração do Centro de Educação Profissional São João Calábria. / Deputada Maria do Rosário. 


Fonte: Assessoria de Comunicação

1ª Reunião do Projeto Cidade Escola


Na manhã do dia 28/03, ocorreu a primeira reunião entre o Projeto Cidade Escola e as escolas parceiras. Estiveram presentes, a coordenadora pedagógica da SMED, Cristina Rolim; as professoras Liége, Cristina e Janaína, da EMEF Rincão; a professora Rossana, da EMEF Leocádia; a professora Claudia, da EMEF Monte Cristo; e pelo Calábria, a equipe técnica anfitriã composta pela coordenadora Carla Ferraz, orientadora Lia Hausen e supervisora Andréia Ramires. 


O encontro teve como objetivo estreitar o vínculo com as escolas e explanar as ações executadas, mostrar os espaços onde os alunos participam das atividades e realizar combinações em relação ao convênio. Todas se encantaram com a proposta de ensino e ficaram maravilhadas com o trabalho realizado pela equipe. Como diz São João Calábria: "A semente colocada no coração dos jovens há de desabrochar um dia".

Fonte: Coordenação dos Projetos

Criação de logotipo no Design Gráfico do Calábria

No curso Design Gráfico do Calábria, os alunos do Módulo 2, turno tarde, desenvolvem como proposta de estudo a criação de logotipo e manual de identidade.



Partindo de aulas teóricas aplicadas pelo Educador Jeferson Machado sobre pesquisa de público-alvo, brainstorming para nomeação da marca e práticas no desenvolvimento do logotipo no software, cada aluno desenvolve um projeto de marca e sua aplicação, tanto impressa quanto para web.


Para a finalização do projeto, cada aluno tem a oportunidade de apresentar e defender seu logotipo e manual de identidade com o auxílio do projetor, podendo expor para os colegas e Educador todo o processo de criação.


Para Victor Roberto, 17 anos, aluno do curso de Design Gráfico, propostas de estudo como estas permitem trazer maior autonomia e segurança em criar e apresentar suas ideias.


Fonte: Design Gráfico

segunda-feira, 27 de março de 2017

Restauração de Fotos

Os alunos do curso Design de Multimídias estão avançando a passos largos no uso do programa Photoshop. No dia 24/03, além do uso das ferramentas básicas, as turmas realizaram atividades como restauração de fotos antigas. A tarefa é feita com a ferramenta ‘carimbo’ que basicamente copia uma parte da foto que ainda esteja em bom estado e cola em cima da parte danificada. O aluno Hyago Ribeiro comentou: “Agora em todas as fotos que eu tirar vou fazer o uso dessa ferramenta".





Fonte: Design de Multimídias

JR Girl doa roupas para o Calábria

Na sexta-feira (24/03), o Calábria recebeu doação de roupas de Jana Toniazzo, representante da Loja Jr Girl. A doação, viabilizada por meio do colaborador do Setor Dica, Fernando Inacio, será de extrema importância para desenvolvimento financeiro da instituição, pois serão disponibilizadas para venda, a fim de reverter em fundos para o Calábria. Agradecemos a doação e convidamos a Jana Toniazzo para conhecer a instituição.



Fonte: Dica