quarta-feira, 31 de maio de 2017

Projeto Conversando sobre Trabalho Infantil


No dia 29/05, os educadores sociais do Ação Rua, Leonardo Pereira e Franciele Biscarra, que executam o Projeto ''Conversando sobre Trabalho Infantil'' nas escolas, estão iniciando na Escola Langendonck, localizada no bairro Guarujá, apresentando o projeto e objetivos para os professores. O Projeto tem como objetivo proporcionar uma sensibilização, buscando a compreensão sobre os prejuízos causados pelo trabalho infantil e ofertando possibilidades na rede de proteção.


Fonte:  Ação Rua

terça-feira, 30 de maio de 2017

Como ler anúncios de classificados

Na manhã desta terça-feira (30/05), os educandos do curso Informática com Ênfase em Auxiliar Administrativo tiveram uma aula de como ler anúncios de emprego. Após, cada educando deveria escolher a vaga de acordo com suas características, escolaridade, salário e disponibilidade. O educador Diego Cordova avaliou a atividade: “Foi muito bom poder passar para os alunos a importância de se qualificarem cada vez mais, pois o mercado está bem competitivo”.






Fonte: Auxiliar Administrativo 

Vendendo meu produto

No dia 29/05, os alunos do curso Informática com Ênfase em Auxiliar Administrativo realizaram atividade na qual deveriam vender algum produto, utilizando o programa de apresentação de slides. Em duplas, os educandos deveriam apresentar o produto escolhido, contendo: características, preço, formas de pagamento, e criador do produto. “Neste trabalho, pude perceber a evolução dos alunos nas apresentações, sentindo-se mais participativos e confiantes”, comentou o educador Diego Cordova.








Fonte: Auxiliar Administrativo

Simpósio do Desenho de Cargos e Salários

Os alunos do curso Assistente Administrativo concluíram nessa segunda-feira (29/05) a primeira etapa do Simpósio do Desenho de Cargos e Salários. Foram cinco empresas organizadas por um gestor e um gerente. Foram desenhados perfis de cargos e salários, em que posteriormente os colegas simularam entrevistas para contratação. Segundo a educadora Sarita Albuquerque, o resultado foi surpreendente, a criatividade e o desempenho dos alunos, que demonstraram que a melhor estratégia para empresas em iniciação é justamente a capacidade de serem resilientes e se adaptarem às mutações do mercado!







Fonte: Assistente Administrativo

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Cálculos na vendinha do SASE


Com o objetivo de incentivar o cálculo e o uso de valores aproximados para resolver situações envolvendo quantias em dinheiro, a educadora Thaís Rocha promoveu uma atividade diferente, onde a sala de aula se transformou em uma "vendinha". 


Nos dias 24 e 25 de maio, os educandos do SASE estimularam o raciocínio matemático básico, aplicando as quatro operações durante a atividade, entre os personagens clientes e funcionários da vendinha. 


A simulação foi estruturada pela educadora, que iniciou a atividade permitindo que os educandos contribuíssem sugerindo preços aos artigos. Eles utilizaram, como ferramentas, papel, lápis, calculadoras e dinheiros fictícios. 


A atividade foi proposta como competição, e quem conseguisse comprar mais produtos, de acordo com os valores estabelecidos, sairia vencedor. 


A educadora fez algumas intervenções, sem interromper as compras, para descobrir o raciocínio feio pelos educandos, mas incentivou a utilização de estratégias. A simulação foi composta por artigos alimentícios, de higiênica, ferramentas, entre outros. 


“As turmas amaram a atividade; aprenderam noções básicas de matemática na hora de realizar compras, desenvolveram e ampliaram o seu raciocínio estratégico. Foi uma experiência maravilhosa, pois os educandos ficaram interessados o tempo todo e se divertiram, aprenderam brincando”, comentou Thaís.



Fonte: SASE

Multiplicando ações do bem

Durante o mês de maio, os educandos do SASE distribuíram a “Corrente de coração”, com desafios criados por eles para levar amor, carinho, admiração, beijos, elogios e abraços a todas as pessoas possíveis. A ação multiplicadora aproximou muitos beneficiários, educandos e colaboradores com o pequeno gesto de compartilharem os desafios propostos. Nos desafios continham alguns desafios como: dê um abraço na pessoa que estiver mais próxima de você; diga para alguém o quanto você o admira; faça alguém sorrir; dê um beijo na pessoa que estiver ao seu lado. De acordo com a educadora, os educandos amaram a ação e ficaram satisfeitos com o seu trabalho.









Fonte: SASE

Twister educativo e reciclado

Os educandos do n1 do Centro de Cuidados Nossa Senhora de Fátima, durante a semana que passou, confeccionaram com a educadora Sandra o jogo Twister, com materiais reciclados, como papelão, tampinhas, entre outros materiais. Terminada a atividade, na tarde da sexta-feira (26/05), a turma jogou em sala e se divertiu. Segundo a educadora, o objetivo da atividade foi fazer com que os educandos desenvolvam essa consciência de aproveitar materiais recicláveis para construir seus próprios jogos; além de estimular a coordenação motora, desenvolver a lateralidade, a concentração, a percepção, trabalhar o equilíbrio e saber trabalhar em grupo. E, é claro, brincar! “Ressalto a valorização das crianças pelo jogo construído por eles próprios e a vontade na hora de jogar. A atividade desenvolvida foi muito positiva”, concluiu Sandra.






Fonte: Centro de Cuidados Nossa Senhora de Fátima

Mutirão da limpeza dos Projetos Sociais

No dia 22/05, os educandos do Centro de Cuidados do São João Calábria realizaram mutirão da Limpeza dos Projetos Sociais. O objetivo é fortalecer o que foi aprendido neste semestre sobre o programa 5S, etapa inicial e base para implantação da Qualidade Total. Seja no âmbito escolar ou em casa, é importante que tudo esteja em ordem, para que o jovem sinta-se valorizado e encontre nos ambientes a esperança de uma vida melhor. “Desde quando o educando é recebido no portão da instituição, até as instalações das salas e outras dependências, queremos tornar o ambiente acolhedor, agradável e bonito aos olhos de todos.







Fonte: Centro de Cuidados do São João Calábria

Calábria participa do Movimento Comer pra quê?

No dia 25/05, os educandos Noelton Gabriel Silveira e Ryan Mudins, do Projeto Trabalho Educativo, juntamente com a educadora Amanda Fedrizzi participaram da Palestra "Comer pra quê?". Com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, a palestra foi realizada no Auditório do SESC/RS, no Centro de Porto Alegre. “Comer pra quê?” é um movimento direcionado aos jovens, com objetivo de estimular a consciência crítica sobre as práticas alimentares, como pensar a comida de verdade e seus aspectos nutricionais. O movimento foi criado em 2014 por iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) em parceria com Universidades do Rio de Janeiro.






Fonte: Trabalho Educativo

Trabalhos em MDF


Os educandos do Trabalho Educativo - Artesanato, juntamente com a educadora Andréa Fadini, iniciaram trabalhos com MDF no dia 24/05. A educadora primeiramente explicou como cuidar dos pinceis e como é importante lavar bem para que durem mais, até mesmo para que seu trabalho fique pintado da maneira correta. 


Após a explicação, os educandos deram um fundo em cada peça, pintaram e escolheram a técnica dentre as seguintes opções: papel de decoupagem, guardanapo para decoupagem e papel seda. O acabamento foi feito com verniz acrílico. 


O objetivo da educadora foi mostrar que o artesanato pode ser usado não só como trabalho ou hobby, mas também servir de terapia para combater o estresse e outros problemas de saúde. A atividade traz uma série de benefícios, que proporcionam bem-estar e ainda oferecem a oportunidade de desenvolver novas habilidades. 


Existe uma grande variedade de técnicas e objetos que podem ser criados com o trabalho manual, basta ter vontade e soltar a criatividade, reservando um dia ou até mesmo algumas horas por semana para praticar e viver melhor.


Fonte: Trabalho Educativo


sexta-feira, 26 de maio de 2017

Customização de cadernos

Nos dias 23 e 25 de maio, a educadora Graziella Fagan propôs aos educandos do projeto Cidade Escola uma reflexão sobre a quantidade de lixo produzido diariamente, no intuito de alertar de que reciclar é preciso, e é de fundamental importância para a vida do ser humano e do meio ambiente. Reciclar é bom, reutilizar é melhor ainda. Baseado nisto, os educandos foram convidados a colocar a lição em prática reciclando cadernos usados para assim dar um novo destino a eles. “Contudo, de forma lúdica, conseguimos praticar nossa consciência ambiental e despertar a criatividade e a inovação da turma para combater o desperdício. Acredito que atitudes e hábitos como estes trazem resultados efetivos para melhorar nossa qualidade de vida”, comentou a educadora.








Fonte: Cidade Escola

Navegando na Arca de Noé

Do dia 18 ao 25 de maio, o SASE participou do projeto “Navegando na Arca de Noé”. Como eixo central, foi escolhido o conto bíblico, a Arca de Noé, por se tratar de uma história que apresenta várias espécies de animais, além de abordar assuntos como: ética, cidadania e meio ambiente. Com o auxílio da educadora Gabriela Cheguhem, os pequenos analisaram a narrativa e em cima dela confeccionaram murais temáticos e balões decorativos em formato de animais. Para concluir, utilizando, fantoches e fantasias, foi feita uma dramatização, que proporcionou à turma muita diversão e criatividade.









Fonte: SASE